All Title Author
Keywords Abstract


Os agentes modeladores da cidade de Aracati-CE no período colonial

Keywords: Espa o , Memória Urbana , Agentes Modeladores do Espa o

Full-Text   Cite this paper   Add to My Lib

Abstract:

A cidade de Aracati (Ceará/Brasil) manifesta, na morfologia urbana, vestígios do apogeu econ mico, herdados do século XVIII. A arquitetura e o tra ado urbano remanescentes s o suportes da memória urbana e revelam singularidades locais que a distinguem de outras vilas criadas no mesmo período histórico. A organiza o do espa o é resultado das for as que atuaram na sua produ o, como a Igreja, as irmandades religiosas, o Estado português, os agentes econ micos (fazendeiros, comerciantes e charqueadores), a Camara municipal e demais grupos sociais. Entender a trama entre esses agentes revela momentos únicos dessa memória urbana, o que explica a produ o espacial. Através da paisagem urbana, verifica-se a lógica dos elementos construídos: o tra ado urbano retilíneo, com ruas largas cortadas por becos, buscava adequar-se à dinamica econ mica da época; a arquitetura residencial com fachadas iguais foram diretrizes urbanas do Governo português. Os templos religiosos refletem a influência e o poder da Igreja Católica na organiza o socioespacial. A constru o da cidade de costas para o rio Jaguaribe se deu devido ao fato de, na época, ser considerado um local insalubre, para onde seguiam os dejetos da vila. A compreens o, no tempo e no espa o, da forma o socioespacial da cidade de Aracati foi possível gra as a este estudo.

Full-Text

comments powered by Disqus