All Title Author
Keywords Abstract


Adi o de enzimas ex genas para leit es dos 10 aos 30 kg de peso

Keywords: alimenta o , enzimas , desempenho , digestibilidade , leit es

Full-Text   Cite this paper   Add to My Lib

Abstract:

Três experimentos foram realizados para estudar o desempenho e a digestibilidade dos nutrientes e determinar os níveis de enzimas endógenas em suínos na fase de recria, alimentados com ra es suplementadas com enzimas exógenas. A ra o experimental foi constituída de milho, farelo de soja, vitaminas e minerais mais a adi o de enzimas exógenas. A mistura consistiu de 25 g de enzima exógena por 100 kg de ra o. A composi o básica das ra es foi 18,00% proteína bruta (PB) e 3400 kcal/kg de energia digestível (ED). No experimento 1, foram utilizados 160 leit es mesti os Landrace x Large White de 9,87±1,48 kg de peso vivo, distribuídos em cinco tratamentos (controle ou dieta basal; DB + amilase; DB + lipase; DB + protease; e DB + complexo de amilase, lipase e protease) e oito repeti es; as variáveis estudadas foram consumo de ra o diário médio (CRDM), ganho de peso diário médio (GPDM) e convers o alimentar (CA). No Experimento 2, foram utilizados 20 leit es machos castrados de 17,4±0,5 kg, mantidos em gaiolas metabólicas e em ambiente controlado; as variáveis estudadas foram ED, energia metabolizável (EM) e coeficiente de digestibilidade da proteína bruta (CDPB). Este experimento consistiu dos cinco tratamentos acima, com duas repeti es. No Experimento 3, foram utilizados 30 leit es, com o objetivo de estudar os níveis de enzimas digestivas endógenas. O delineamento experimental utilizado nos três experimentos foi de blocos casualizados. Os resultados n o revelaram efeitos da adi o de enzimas exógenas sobre o CRDM e GPDM, porém, a adi o de protease melhorou a CA em nível significante. Os resultados mostraram que a adi o de enzimas exógenas também influiu no CDPB, apesar de n o ter sido observada diferen a para a digestibilidade da energia digestível. Os níveis de enzimas endógenas nos suínos n o foram influenciados pela adi o de enzimas exógenas, porém o peso dos animais influenciou os níveis de amilase e tripsina.

Full-Text

comments powered by Disqus