All Title Author
Keywords Abstract


Qualidade da silagem de capim-elefante (Pennisetum purpureum Schum.) emurchecido ou acrescido de farelo de mandioca

Keywords: ácidos graxos voláteis , capim-elefante , emurchecimento , farelo de mandioca , silagem

Full-Text   Cite this paper   Add to My Lib

Abstract:

Realizou-se um experimento para avaliar a silagem de capim-elefante cv. Taiwan A-146, submetida a seis tratamentos e quatro repeti es: A - capim-elefante emurchecido ao sol por 8 horas; B - capim-elefante sem emurchecimento; C - capim-elefante (98%) mais farelo de mandioca (2%); D - capim-elefante (96%) mais farelo de mandioca (4%); E - capim-elefante (92%) mais farelo de mandioca (8%) e F - capim-elefante (88%) mais farelo de mandioca (12%). A adi o de 12% de farelo de mandioca mostrou-se mais eficiente que o emurchecimento em aumentar o teor de matéria seca da silagem. A adi o de farelo de mandioca promoveu decréscimo no teor de proteína bruta, matéria organica, fibra em detergente neutro e hemicelulose de forma linear, porém aumentou os teores de extrativo n o nitrogenado, matéria mineral e carboidratos solúveis das silagens. Os teores de ácido lático mostraram-se baixos, indicando que o farelo de mandioca n o foi utilizado de forma eficiente pelos lactobacilos. N o foram observadas diferen as significativas entre as porcentagens dos ácidos acético, propi nico, butírico e lático nas silagens. O emurchecimento e a adi o de farelo de mandioca podem ser utilizados como alternativas para aumentar o teor de matéria seca da silagem.

Full-Text

comments powered by Disqus