All Title Author
Keywords Abstract


Avalia o de cinco híbridos de milho (Zea mays, L.) em diferentes estádios de matura o: 4. Digestibilidade da matéria seca, matéria organica e fibra em detergente neutro da por o vegetativa e planta inteira

Keywords: digestibilidade , estádios de matura o , milho

Full-Text   Cite this paper   Add to My Lib

Abstract:

O objetivo do presente estudo foi avaliar cinco híbridos de milho (Zea mays L.), quanto à digestibilidade in vitro da matéria seca, matéria organica da planta inteira e do colmo, em diferentes estádios de matura o. Os tratamentos utilizados foram em parcelas de 7 x 8 m em um delineamento de blocos ao acaso, com quatro repeti es. A colheita das amostras dos híbridos de milho Pioneer (P32R21, P30R07, P3041, P30F33 e P30F80) foi adotada estimando-se os cinco estádios de matura o da planta propostos (30, 34, 38, 42 e 46% de matéria seca). Na planta inteira, foram determinadas a digestibilidade in vitro da matéria organica (DIVMO) e a digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS). Na fra o colmo + bainha, determinou-se a digestibilidade in vitro da FDN (DIVFDN) e DIVMS. A DIVMS e DIVFDN do colmo + bainha praticamente n o variaram após a forma o do gr o (25% de MS na planta), com exce es para os híbridos superprecoce P32R21 (aumentou) e o semiprecoce P30F80 (diminuiu), apresentando os melhores valores para faixa de 25 a 39% de MS. Já a DIVMS e DIVMO da planta inteira praticamente n o variaram após a forma o do gr o, com exce o do precoce P30F33, que aumentou em quinze unidades percentuais. Quando os teores de MS se elevaram de 30 para 35%, os melhores coeficientes de digestibilidade foram observados para faixa de 30 a 38% de MS.

Full-Text

comments powered by Disqus